Thomás e Igor Sartori são os pilares da equipe sub-20 do Flamengo que vai tentar a conquista da Taça Rio de juniores. Neste sábado, com a dupla e um esquema ofensivo, o Rubro-Negro enfrenta o Nova Iguaçu, em Moça Bonita, casa do Bangu, e luta pela segunda vaga na decisão do Carioca da categoria. A partida começa às 15h (de Brasília) e define quem será o adversário do Fluminense, campeão da Taça Guanabara.

Líder do Grupo B, o Rubro-Negro passou pelo Madureira na semifinal. Já o Nova Iguaçu empatou com o Fluminense por 1 a 1 e garantiu a vaga por ter a vantagem da igualdade no placar. No jogo deste sábado, no entanto, é o Flamengo que joga pelo empate.

O técnico do Rubro-Negro, Cleber dos Santos, vê sua equipe madura para o momento decisivo e acredita que os atacantes Thomás e Igor Sartori podem ser decisivos não só com gols, mas com liderança.

- O Thomás, quando desceu para os juniores, desceu com uma cabeça muito boa, exerceu liderança, vem exercendo liderança positiva no grupo. Tem média de mais de um gol por jogo. Foram sete em seis jogos. É jogador que amadureceu muito nesse momento em que saiu do profissional e veio para os juniores. É um dos líderes do grupo, um exemplo para os jogadores que almejam chegar no profissional. Tem demonstrado dedicação nos treinamentos. Assim como Igor (Sartori), que é extremamente disciplinado, tem uma leitura de jogo muito boa para um jogador que é atacante. Consegue se posicionar, servir bem. Eles têm amadurecido bastante, exercido liderança, para no momento certo voltarem em definitivo para o time de cima – disse Cleber.

Thomás, que chegou a ser titular com o ex-técnico Dorival Júnior, é constantemente elogiado por Jorginho. Já Igor Sartori teve o contrato renovado nesta semana até dezembro de 2015 e também é observado pelo treinador da equipe profissional.

Para a decisão contra o Nova Iguaçu, Cleber não tem dúvidas sobre a escalação. Será o mesmo time da semifinal contra o Madureira, na formação 4-3-3: Luan, Digão, Fernando, Samir e Felipe Dias; Recife, Caio Quiroga e Lorran; Thomás, Igor Sartori e Douglas Baggio.

Cleber dos Santos assegura que o grupo está pronto para lidar com o favoritismo, mas reconhece as qualidades do concorrente.

- A gente tem que assumir a responsabilidade por estar num time grande, sempre vai jogar com a pressão pelos títulos. Mesmo com a vantagem do empate, temos a equipe mais ofensiva. Foi o time que mais fez gols e que menos sofreu. É um time equilibrado, de defesa sólida e ataque bem eficaz. Não tem como jogar pelo empate com um time desses, principalmente sendo o Flamengo. Vamos jogar em busca dos gols sempre. O time do Nova Iguaçu é muito bem organizado, vi isso no jogo contra o Fluminense. Precisamos ter cautela.


Fonte: GE

E aí Nação, o que vocês acharam? Comentem! Siga-nos também no 
 
Top