Pouco antes do início do campeonato, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro anunciou que as premiações pelo Campeonato Carioca 2014 quase quadruplicariam com relação ao distribuído em 2013. A atitude foi uma forma de cativar os clubes, num ano em que Botafogo e Flamengo participam da Libertadores e o Vasco foi rebaixado – perdendo o foco no 1º semestre.

Mas a “generosidade” teve um alto custo, a ser arcado justamente por Fla e Vasco. Foi o que informou a coluna “Panorama Esportivo”, do jornal O Globo, fim de semana passado. Segundo os jornalistas, a FFERJ tirou de ambos 10% do que recebiam a título de televisionamento. Assim, se o rubro-negro ou o cruzmaltino forem campeões, estarão apenas recebendo de volta aquilo que lhes foi confiscado.

Mediante este cenário, o Blog Teoria dos Jogos fez um levantamento que coloca a premiação do Carioca em níveis próximos ao de competições importantes do cenário nacional e internacional. Os cofres dos participantes poderão se rechear na seguinte magnitude:

Campeonato Carioca (2014):

Campeão: R$ 3,5 milhões;

Vice-campeão: R$ 1 milhão;

Campeão da Taça Guanabara: R$ 1 milhão;

Semifinalistas da Taça Guanabara: R$ 200 mil;

Melhor entre os pequenos: R$ 400 mil;

Segundo melhor entre os pequenos: R$ 100 mil.

Para que se tenha uma ideia da mudança de patamar, ano passado o campeão Botafogo abocanhou meros R$ 800 mil – apenas o dobro do que o melhor entre os pequenos fatura agora. O montante destinado ao campeão supera até mesmo aquilo que o Flamengo angariou com a recente conquista da Copa do Brasil:

Copa do Brasil (2013):

Fase preliminar: R$ 150 mil;

1ª fase: R$ 300 mil;

2ª fase: R$ 300 mil;

3ª fase: R$ 400 mil;

Oitavas-de-final: R$ 500 mil;

Quartas-de-final: R$ 700 mil;

Semifinal: R$ 800 mil;

Vice-campeão: 1,8 milhão;

Campeão: R$ 3 milhões.

Se a Copa do Brasil segue distribuindo pouco dinheiro, ao menos para o Campeonato Brasileiro a CBF considera que a melhor forma de valorizar é com uma boa premiação. Tanto que o Cruzeiro, campeão nacional, faturou mais do que o futuro campeão continental:

Campeonato Brasileiro (2013):

Campeão: R$ 9 milhões;
Vice-campeão: R$ 6 milhões;
3º colocado: R$ 4 milhões;
4º colocado: R$ 3 milhões;
5º colocado: R$ 1,4 milhão;
6º colocado: R$ 1,1 milhão;
7º colocado R$ 1 milhão;
8º colocado: R$ 900 mil;
9º colocado: R$ 800 mil;
10º colocado: R$ 700 mil;
11º colocado: R$ 600 mil;
12º colocado: R$ 500 mil;
13º colocado: R$ 400 mil;
14º colocado: R$ 300 mil;
15º colocado: R$ 200 mil;
16º colocado: R$ 100 mil.

Copa Libertadores (2014):

Pré-Libertadores: US$ 250 mil (R$ 590 mil*) - eliminado leva mais US$ 50 mil (R$ 118 mil);

Fase de grupos: US$ 900 mil (R$ 2,1 milhões);
Oitavas-de-final: US$ 550 mil (R$ 1,3 milhão);
Quartas-de-final: US$ 650 mi (R$ 1,5 milhão);
Semifinal: US$ 700 mil (R$ 1,6 milhão);
Vice-campeão: US$ 1 milhão (R$ 2,3 milhões);
Campeão: US$ 2,3 milhões (R$ 5,3 milhões).

* Cálculos com base no dólar a R$ 2,36

Muito por seu caráter mundial, nada supera as premiações distribuídas em competições FIFA. Principalmente no maior torneio esportivo do planeta, a Copa do Mundo, quando a melhor seleção fatura inacreditáveis R$ 82 milhões:

Copa das Confederações FIFA (2013):

Campeão: US$ 4,1 milhões (R$ 9,6 milhões);

Vice-campeão: US$ 3,6 milhões (R$ 8,5 milhões);

3º: US$ 2,5 milhões (R$ 5,9 milhões);

4º: US$ 1,7 milhão (R$ 4 milhões).

Mundial de Clubes FIFA (2013):

Campeão: US$ 5 milhões (R$ 11,8 milhões);

Vice-campeão: US$ 4 milhões (R$ 9,4 milhões);

3º colocado: US$ 2,5 milhões (R$ 5,9 milhões);

4º colocado: US$ 2 milhões (R$ 4,7 milhões);

5º colocado: US$ 1,5 milhão (R$ 3,5 milhões);

6º colocado: US$ 1 milhão (R$ 2,3 milhões);

7º colocado: US$ 500 mil (R$ 1,1 milhão).

Copa do Mundo FIFA (2014):

Campeão: US$ 35 milhões (R$ 82,6 milhões);

Vice-campeão: US$ 25 milhões (R$ 59 milhões);

3º colocado: US$ 22 milhões (R$ 52 milhões);

4º colocado: US$ 20 milhões (R$ 47,2 milhões);

Quartas-de-final: US$ 14 milhões (R$ 33 milhões);

Oitavas-de-final: US$ 9 milhões (R$ 21,2 milhões);

Fase de grupos: US$ 8 milhões (R$ 18,8 milhões).


Fonte: Teoria dos Jogos
 
Top