Duas negociações estão mexendo com o Flamengo no início de temporada: a possibilidade de o atacante Hernane deixar o clube para defender o Al Jazira, dos Emirados Árabes, e a tentativa de comprar Elias do Sporting, de Portugal. Ambas envolvem altas cifras e, por enquanto, a solução não parece favorável ao Rubro-Negro.

Em evento para divulgar uma campanha do programa de sócio-torcedor do Flamengo na manhã desta terça-feira, o presidente Eduardo Bandeira de Mello falou sobre os dois casos. Com relação a Elias, ele garantiu que a proposta enviada ao Sporting e ao jogador está no limite do que o clube pode oferecer.

- Nossa proposta é excelente e está no limite das nossas possibilidades. Não acredito que seja possível aumentar essa proposta, nem seria responsável. Nós temos esperança de que ele retorne para o Flamengo - afirmou Bandeira.

Sobre o fato de o Flamengo não ter enviado um representante a Portugal para negociar com o Sporting, Bandeira não tratou a situação como fundamental. Para ele, caso o clube não consiga comprar Elias, haverá uma busca por um substituto.

- Se isso dependesse de uma viagem a Portugal, já estaria definido há muito tempo. Se houver a possibilidade de ele ficar conosco, vamos exercer esse direito e ter o Elias de volta. Caso contrário, vamos procurar soluções alternativas - avisou.

Sobre Hernane, Bandeira acredita em um desfecho rápido. O jogador recebeu uma proposta do Al Jazira de seis milhões de euros e a decisão sobre a sua negociação ou não pode acontecer ainda nesta terça-feira.

- Por mim, ele ficaria. Sou torcedor do Flamengo e todos que são gostariam que ele ficasse. Se for possível, vamos tentar contornar a situação - comentou o presidente.

Fonte: GE